Sábado, 23 Ago 2014
No momento em: Home
Seja Bem Vindo! Sindicato dos Empregados no Comércio de Pato Branco
Negociação Coletiva

COMUNICADO

Comunicamos que o Sindicato dos Empregados no Comércio de Pato Branco e Região fechou as seguintes convenções: COMERCIO VAREGISTA EM GERAL E CONCESSIÓNARIAS para visualizar as mesmas basta clicar no link abaixo e seguir as instruções.

http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/AcompanharSolicitacao

Numero de Solicitação: MR065228/2013 - COMÉRCIO EM GERAL

Numero de Solicitação: MR060182/2013 - CONCESSIONÁRIAS

CNPJ: 78.676.665/0001-07

Pesquisar no final da pagina vai constar "Visualizar instrumento Coletivo" ai so imprimir.

 

 

 
Globo censura: “Medicina cubana revoluciona”; assista ao vídeo
A frase acima e todo o comentário informativo do jornalista Jorge Pontual, correspondente da Globo em Nova York, foram retirados do site do programa Em Pauta, da Globo News; censura bruta; na tevê, foi ao ar, mas só porque ele falava ao vivo; Pontual, ao lado de Eliane Cantanhêde, deu uma aula sobre o assunto; disse que entrevistou pesquisadora americana Julia Silver para o programa Sem Fronteiras; dali extraiu informações que a Globo detestou; sistema de medicina comunitária foi criado por Che Guevara; médicos cubanos livraram 600 mil africanos da cegueira; Organização Mundial de Saúde recomenda modelo cubano para todo o mundo; "agora, os brasileiros vão desfrutar dessa medicina que revoluciona o modelo tradicional"; tudo foi cortado; furo é do site Tijolaço; assista ao video censurado.

A frase acima e todo o comentário informativo do jornalista Jorge Pontual, correspondente da Globo em Nova York, foram retirados do site do programa Em Pauta, da Globo News; censura bruta; na tevê, foi ao ar, mas só porque ele falava ao vivo; Pontual, ao lado de Eliane Cantanhêde, deu uma aula sobre o assunto; disse que entrevistou pesquisadora americana Julia Silver para o programa Sem Fronteiras; dali extraiu informações que a Globo detestou; sistema de medicina comunitária foi criado por Che Guevara; médicos cubanos livraram 600 mil africanos da cegueira; Organização Mundial de Saúde recomenda modelo cubano para todo o mundo; “agora, os brasileiros vão desfrutar dessa medicina que revoluciona o modelo tradicional”; tudo foi cortado; furo é do site Tijolaço; assista ao video censurado.

Caiu a máscara, mais uma vez, da censura explícita existente nas Organizações Globo frente a informações que não combinam com a cartilha ideológica dos irmãos Marinho. Desta vez, um vexame explícito. O jornalista Jorge Pontual, no programa Em Pauta, da Globo News, desta quinta-feira 29, foi chamado a falar, no telão, sobre a chegada dos médicos cubanos ao Brasil. Ao lado dele, na grande tela, estava a também comentarista Eliane Cantanhêde, que em sua coluna no jornal Folha de S. Paulo disse que os médicos cubanos chegariam ao Brasil em “aviões negreiros!.

 

A censura foi feita na internet porque Pontual, sem adjetivos, repôs a verdade sobre a medicina e os médicos cubanos.

Assista:

 http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Sigtj8LaLV0

Ele iniciou dizendo que havia entrevistado a pesquisa americana Julia Silver para o programa que comanda, também na Globo News, o Sem Fronteiras. A partir desta entrevista, Pontual disse o seguinte no Em Pauta: 

- Que, após a revolução de 1959, metade dos médicos de Cuba fugiram do país;

- Sobraram apenas 3 mil e 14 professores de Medicina;

- Diante da iminência do ensino de Medicina acabar em Cuba, o revolucionário Ernesto Che Guevara, que era médico, criou e implantou o sistema de saúde comunitária;

- Graças a esse sistema, milhares de novos médicos cubanos voltaram a se formar e puderam, mais tarde, sair pelo mundo em missões humanitárias;

- Num desses momentos, salvaram 600 mil africanos da cegueira;

- Noutro, fizeram um trabalho excepcional após o terremoto do Haiti;

- Atuaram no sentido de fazer, hoje, com que Cuba tenha índices de saúde melhores do que países como os Estados Unidos e muitos da Europa;

- Levaram a Organização Mundial de Saúde a considerar o sistema cubano um modelo a ser seguido por todos os países do mundo;

- A resistência das entidades médicas, explicou Pontual, se deu, em outros países, antes do que está acontecendo no Brasil, porque o sistema cubano é uma verdadeira revolução, com o médico vivendo dentro das comunidades;

- Finalizou Pontual, cravando: “A Medicina de Cuba é um exemplo para o mundo”

Por tudo isso, Pontual teve seu comentário cortado do site do Em Pauta, da Globo News.

Ele disse ter feito a entrevista para o programa que comanda, o Sem Froteiras, previsto para ir ao ar nesta sexta-feira 30, a partir das 23h30, na própria Globo News.

Vai mesmo? .

A descoberta da censura foi feita por um leitor do site O Tijolaço (http://tijolaco.com.br/), que assistiu ao Em Pauta pela tevê e viu o mesmo programa, com a extirpação do comentário de Pontual, na internet.

Para vexame das Organizações Globo, foi possível recuperar o comentário de Jorge Pontual no Em Pauta.

Por volta das 20h30 desta quinta 29, diante da repercussão em tudo negativa da censura, a Globo voltou atrás e postou o comentário de Pontual de volta no site, como se nada tivesse ocorrido. Sem qualquer pedido de desculpas. Mas ai já era tarde. Ao longo das várias horas em que foi cortado, a máscara já havia caído.

 
Mobilização Nacional da Classe Trabalhadora
 
 

O sindicato esteve participando no dia 30 da Mobilização Nacional da Classe Trabalhadora juntamente com outros sindicatos dos trabalhadores destacando os principais pontos de reivindicações:

Redução da jornada para 40 horas sem prejuizo salarial;

Fim do fator previdenciário;

10% do PIB para a educação;

Redução da jornada de trabalho;

Fim dos preços abusivos nos pedágios;

Redução do preço e melhoria da qualidade dos transportes coletivos;

Saúde de qualidade para os trabalhadores;

Construção de ciclovias como alternativa de transporte público.

 

 

 
REDUZ PRA 40 QUE O BRASIL AUMENTA

 

Mais e melhores empregos, melhor distribuição de renda, qualidade de vida e desenvolvimento do país.

Video da campanha

 

 
CUT

CUT EM AÇÃO

http://www.cut.org.br/cut-em-acao/40/trabalho-decente-na-estrategia-da-cut

 Trabalho Decente na Estratégia da CUT

Trabalho Decente na Estratégia da CUT

A Central Única dos Trabalhadores deu início ao ciclo de Oficinas Regionais do Trabalho Decente no dia 12 de abril de 2011. A primeira aconteceu em Fortaleza nos dias 12 e 13, envolvendo os estados do Ceará, Maranhão, Piauí e Rio Grande do Norte.

O objetivo das oficinas é qualificar a intervenção da CUT na I Conferência Nacional de Trabalho Decente, que acontece em maio de 2012, e nas demais conferências previstas pra este ano, como Mulheres, Juventude, Racial, entre outras.

As oficinas visam organizar a militância CUTista para participar das etapas municipais e estaduais, com propostas que possam garantir avanços nas políticas públicas, em especial, às relacionadas ao mundo do trabalho.

Em cada uma das oficinas está sendo lançada a Cartilha “Trabalho Decente na Estratégia da CUT”, material produzido pela Central que servirá de subsídios ao debate, e que foi elaborada com base nas propostas contidas na Plataforma da CUT para as eleições 2010.

As oficinas trazem como conteúdo o conceito de trabalho decente e a sua relação com a estratégia da CUT e com a Plataforma; temas transversais do Trabalho Decente e as políticas setoriais da CUT; o Trabalho Decente nas demais conferências nacionais; organização da intervenção nas Conferências.

 
REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO

 

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) está disponibilizando, a partir de agora, o formulário do abaixo-assinado pela redução da jornada de trabalho sem redução de salário. Qualquer entidade ou militante podem baixar o arquivo, fazer cópia e somar-se à campanha. Há duas opções de arquivo, uma com a assinatura da CUT e das demais centrais e outra com espaço para a sua entidade. Além disso, 20 mil formulários estão sendo impressos para reforçar a mobilização junto às CUTs estaduais e Ramos. Cartazes e panfletos também já estão disponíveis.

Lançada oficialmente no dia 21 de janeiro, pelo seu presidente nacional, Artur Henrique, a campanha, conjunta com as demais centrais, pretende coletar mais de um milhão de assinaturas.

"O Brasil vive uma realidade de extremos: por um lado, um número elevado de trabalhadores e trabalhadoras está desempregado, e, por outro, grande parte dos que estão empregados trabalham longas jornadas. A redução da jornada de trabalho sem redução de salário é um importante instrumento para a criação de empregos, para a distribuição de renda e melhoria da qualidade de vida do povo brasileiro", afirma o abaixo-assinado.

O primeiro ato de rua da campanha foi realizado no dia 11 de fevereiro, em todas as regiões do país. Cada CUT estadual, regionais e sindicatos devem organizar esses atos públicos. A partir de então, haverá grandes coletas em todo o país, como a que foi realizada durante as comemorações do 8 de Março, Dia Internacional da Mulher. Ao longo do mês de abril serão feitos atos conjuntos em todas as regiões, envolvendo as CUTs estaduais, Confederações, Federações e Ramos. "A idéia é chegarmos no 1º de Maio com mais de um milhão de assinaturas, colocando a pressão da base para influenciar o Congresso Nacional a aprovar a medida, que terá impactos positivos para as condições de vida e trabalho dos brasileiros", sublinhou Artur.

 

 
Impressão de Boletos

Boleto

Gere seu Boleto Bancário para Pagamento

 

Leia mais...